Gamil e um pouco da sua história

Há divergências relativamente à origem da palavra “Gamil”. Segundo algumas pessoas, a palavra advém do termo “Galamiri”, ou Ganamiri. Segundo outras opiniões, “Gamil” tem origem no termo árabe “Gomia”, o que significa arma de arremesso. Há ainda quem considere que a palavra deriva do nome “Gamo”, o que indicia que nesta localidade existiriam gamos em abundância.

Gamil situa-se um pouco a sul do rio Cávado e é atravessado pela estrada nacional n.º 204.

Sabe-se que no início do século XX, existiu uma importante Carreira do Tiro de Barcelos onde se costumavam dar as instruções de tiro aos soldados do concelho.

Na nossa aldeia de Gamil existe a capela de Santa Cruz de Penouço. Esta capela que tem uma cruz no centro cavada na terra com cerca de 1,80m de comprimento e 1,40 de largura foi mandada construir devido ao milagre das cruzes.

Algumas pessoas dizem que foi uma cruz de sangue que apareceu no local. No entanto parece bastante consensual a ideia de que essa cruz surgiu cavada na terra a algumas pessoas. Existem versões que referem que um cavaleiro viu o seu cavalo travar a marcha perante essa cruz, enquanto que outras versões falam de umas pessoas que cortavam mato no monte às quais a cruz surgiu. 

A capela da Santa Cruz não tem data de construção inscrita, mas sabe-se que foi remodelada nos anos 80.

Gamil tem uma bonita igreja paroquial, construída entre o século XVII e o século XVIII. É uma terra de agradáveis espaços e gentes afáveis que construíram belas casas e contribuíram para uma típica monumentalidade.

Turma 21 - 2.º e 3.º ano

publicado por eb1gamil às 15:11
link do post | favorito