Quinta-feira, 31 de Outubro De 2013

ALGORITMO DA DIVISÃO POR QUOCIENTES PARCIAIS

Para um melhor acompanhamento dos alunos por parte das famílias, colocamos aqui um link para um vídeo que demonstra como efetuar o algoritmo da divisão por quocientes parciais.

O algoritmo "convencional" não está posto de parte, pois tem interesse por ser mais rápido, mas este que aqui se coloca está no programa de matemática e ajuda a compreender o processo da divisão:

http://videos.sapo.pt/FsuQb2E4K1Yur4kiLQ9E

O professor

Paulo Carvalho

publicado por eb1gamil às 09:11
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Domingo, 27 de Outubro De 2013

Visita da D. Amélia à escola

Os alunos do 2.º ano na disciplina de Português, quando estavam na interpretação do poema «Cantiga de embalar”, muitos alunos não conheciam o significado da palavra alecrim. A professora explicou que alecrim era uma erva aromática utilizada em culinária ou para efeitos medicinais. A Beatriz ofereceu-se logo para a trazer no dia seguinte. E assim foi, a Beatriz para além do alecrim trouxe outras ervas aromáticas, como: estragão, poejo, salva, orégãos, tomilho, louro e menta. O Afonso trouxe salsa.

 

 

  

Como a Beatriz nos disse que a avó tem todas estas ervas aromáticas no quintal, resolvemos convidar a avó da Beatriz que se chama D. Amélia, que foi quem gentilmente tomou a iniciativa de as enviar para nós as conhecermos.

Então no dia seguinte, dia 15 de Outubro, pelas 9,00 horas a D. Amélia tendo aceitado o nosso convite, deu-nos a conhecer o nome de cada erva e como eram utilizadas, quer na culinária quer em fins medicinais.

Como os alunos do 3.º ano estão a estudar o Sistema Digestivo, aproveitamos todos para falar dos benefícios destas ervas para a nossa saúde. As ervas aromáticas podem substituir um condimento, que é o sal. O consumo de excesso de sal, dificulta a digestão e é responsável pela subida da tensão arterial.  

A D. Amélia utiliza maioritariamente das vezes estas ervas aromáticas para confeccionar a carne e disse-nos que fica muito saborosa.

Como forma de agradecimento, pela sua vinda à nossa escola, cantamos uma quadra de uma canção:

 

Porque somos amigos

E gostamos de si

Temos todo o prazer

em que hoje esteja aqui

 

(Música da canção Parabéns).

 

 

Foi importante, interessante e gostamos muito desta visita, pois aprendemos que há outras formas de temperar a carne e o peixe de forma mais saudável e mais, aprendemos também que por vezes quando estamos com pequenos problemas de saúde como tosse, dificuldade em fazer a digestão, dores de cabeça… em vez de tomarmos medicamentos, podemos fazer um chazinho para ver se melhoramos.

Obrigada D. Amélia.

 

publicado por eb1gamil às 21:30
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quinta-feira, 24 de Outubro De 2013

Visita à Adega Cooperativa de Barcelos

No dia 8 de Outubro estava um belo dia de Outono, fomos à Adega Cooperativa de Barcelos, situada na nossa freguesia. Fomos no período da tarde, por volta das 14:15h, e como era muito perto da escola fomos a pé, acompanhados pelo professor Paulo, pela professora Glória e pelo senhor Augusto. À chegada encontramos os meninos do Jardim de Infância que vieram acompanhados pela educadora Mª João e pela Cidália, que também se deslocaram a pé.

Durante a visita, tentamos perceber qual o processo que as uvas sofrem até obtermos o vinho. Na Adega fomos recebidos pela Engenheira Laura e logo de seguida pelo Engenheiro Miranda que nos acompanharam pelas instalações.

Quando os contentores de uvas chegaram, foi feita uma amostra do sumo da uva. A Engenheira Laura colocou um pouco de sumo de uva tinta e de uva branca num aparelho digital medidor do grau de açúcar, que se chama refratómetro, onde concluímos que a uva branca era mais doce do que a tinta (normalmente a uva branca é sempre mais doce).

 

     

 

  

 

  

Os tratores com os contentores deram a volta à adega e despejaram as uvas em duas enormes balanças para serem pesadas (uma balança era de pesos e outra digital). O primeiro contentor de uva tinta pesava 1220 Kg e o segundo de uva branca pesava 1475 Kg. Já sentiamos o odor do sumo da uva.

 

 

    

 

      

 

                                                                 

  

Ambas passaram por um desengaçador (separa a uva do cangaço). O cangaço é triturado e lançado à terra como fertilizante.

Podemos observar uma prensa tradicional que já não é utilizada e a prensa atual que já é elétrica e na qual, se separa o bagaço (parte sólida-sementes, bagos) do mosto (parte líquida-sumo da uva). O Engenheiro Miranda explicou-nos que o bagaço vai depois para uma destilaria para podermos obter aguardente.

 

          

 

 

     

  

   

 

 

Podemos ainda observar as cubas de fermentação e de armazenamento. Já na parte final da visita apercebemo-nos que para obter vinho branco e vinho tinto as respetivas uvas passam por processos diferentes. Quando chegamos à escola refletimos sobre a visita e apercebemo-nos que o processo por que passam a uvas afinal não era assim tão simples e sentimos que não estavamos bem esclarecidos em alguns pormenores. Pedimos ajuda então à Engenheira Laura que é a mãe de um colega da nossa turma, que simpaticamente nos foi esclarecendo.

Na produção do vinho branco, e depois da fase do desengaçador, o mosto juntamente com as massas (parte sólida-bagos, sementes) passam por uma prensa para a separação de ambos. A esta parte sólida damos o nome de bagaço que é encaminhado para uma destilaria. A parte líquida vai para uma cuba de fermentação (transformação do açúcar em álcool) processo este que demora sensivelmente 8 a 12 dias, e depois para uma cuba de armazenamento.

Na produção do vinho tinto e também depois da fase do desengaçador, o mosto juntamente com as massas primeiro vão para uma cuba de fermentação e só depois é que passam pela prensa e desta para as cubas de armazenamento.

Na fermentação controla-se a densidade ou seja, a transformação dos açúcares em álcool. Para tal e só por curiosidade utiliza-se um mostímetro. No inicio da fermentação a densidade é alta e vai baixando com o passar dos dias. A fermentação é controlada diariamente e é dada por concluída quando os níveis chegam ao ponto desejado. O controlo da temperatura em que decorre a fermentação também é importante, esta deve rondar os 14.º para o vinho branco e 22.º para o vinho tinto.

 

     

 

       

   

    

 

 

 No final da visita agradecemos ao Engenheiro Miranda e Engenheira Laura por nos terem deixado visitar as instalações da Adega Cooperativa e por toda a informação dada.

Esta visita foi muito interessante, pois antes não tínhamos noção do trabalho que é necessário para o obtermos vinho com qualidade. E vocês sabiam?

Ficamos a saber também que a Adega Cooperativa exporta vinho para França, Brasil Andorra e China, o que significa que para além do nosso país, há outros que também o consomem.

Voltamos para a escola por volta das 15:30h, mais ricos em conhecimento e com vontade de o partilhar.

 

Atenção meninos! Só devemos consumir álcool a partir dos 18 anos e moderadamente, pois antes desta idade estamos em fase de crescimento e o consumo de álcool é prejudicial. 

 

 

 

Este texto foi elaborado coletivamente, pelos alunos do 3.º ano,  Sara, Diogo e o Gonçalo. 

 

publicado por eb1gamil às 23:33
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quarta-feira, 23 de Outubro De 2013

Dia Mundial da Alimentação

No dia 16 de outubro, dia mundial da alimentação, foi abordada a história "O dia em que a barriga rebentou" e gostariamos de  a partilhar com vocês.  Esta história, ensina-nos de forma um pouco divertida os hábitos alimentares saudáveis que devemos ter e os riscos que corremos se não os tivermos, como por exemplo, a obesidade que pode provocar problemas graves de saúde. 

 Link para aceder à história.

 

http://www.slideshare.net/edanona/o-dia-em-q-a-barriga-rebentou?utm_source=slideshow02&utm_medium=ssemail&utm_campaign=share_slideshow_loggedout

 

 

 

 

 

publicado por eb1gamil às 11:27
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 17 de Outubro De 2013

A VISITA DE ESTUDO À ADEGA COOPERATIVA DE BARCELOS

No dia 8 de Outubro fomos a uma visita de estudo. Saímos da escola às 14h para irmos à Adega. Primeiro fizemos grupos e depois tivemos que ir a pé porque a Adega era pertinho. Quando chegámos à Adega Cooperativa de Barcelos tivemos que esperar porque o nosso professor estava a falar com uma senhora que trabalha lá. Essa senhora é a Engenheira Laura que é mãe de um amigo meu do 2.º ano e também tem uma filha que anda no Infantário. E por falar em Infantário já me esquecia de dizer que os meninos do Infantário também vieram connosco.

Esperamos um pouco, depois entramos e vimos muita coisa: Primeiro vimos uma máquina que retira uma amostra de uvas e rala-as. 

Depois é colocado o refratómetro para medir o grau de álcool e açúcar. De seguida vai para as umas máquinas que as ralam. 

Depois as uvas são prensadas e o sumo vai fermentar numas cubas.

Ao fim de algumas semanas, o vinho é engarrafado e é vendido em Portugal e em muitos outros países.

Beatriz Ribeiro Gomes (4.º Ano)

publicado por eb1gamil às 14:17
link do post | comentar | favorito

VISITA DE ESTUDO À ADEGA

VISITA A UMA ADEGA

 

No dia oito de outubro fomos visitar a adega de Gamil para aprender como se faz o vinho.

A adega fica perto da escola, por isso fomos a pé. Quando chegámos, fomos recebidos por dois engenheiros.: Engenheiro Miranda e engenheira Laura, mãe do nosso colega Pedro Henrique que nos acompanharam na visita e explicou as etapas para fazer o vinho.

Começámos por ver tratores a entregar as uvas depois da vindima. Tinham uvas verdes para fazer o vinho branco e uvas roxas para fazer o vinho tinto.

Para cada trator é utilizada uma máquina que rala uma amostra de uvas e outra máquina mede o nível de açúcar das uvas.

As uvas com mais açúcar vendem-se por um preço maior.

 

Depois, as uvas são levadas para uma grande máquina de ralar. 

A máquina tritura as uvas separando os ramos e as cascas do sumo da uva.

O sumo das uvas é recolhido em recipientes dentro dos quais se vai acabar de produzir o vinho.

Vimos também como ficam as uvas depois de raladas e de serem espremidas. As uvas ficam totalmente secas.

A adega produz vários tipos de vinho. Não vimos o vinho a ser engarrafado, mas mostraram garrafas de vidro com variadas qualidades de vinho.

Atualmente, a maioria dos agricultores leva as uvas para fazer o vinho na adega. Antigamente muitos deles faziam o vinhoem casa. Quandoeu era mais pequena lembro-me de ver fazer o vinho em casos dos meus avós. As uvas eram esmagadas dentro de uma meia pipa com os pés.

A visita foi muito interessante porque aprendi coisas novas e conheci a adega.

Sara Lopes (4.º ano)

 

publicado por eb1gamil às 13:52
link do post | comentar | favorito

VISITA DE ESTUDO À ADEGA

A VISITA À ADEGA

A visita à adega foi assim: Primeiro estávamos na escola. Eu, o Carlos Daniel e o Luís estávamos a resolver um problema.

Quando acabámos de resolver, o professor disse para nós irmos para lá para fora. Depois vieram todos e lá fomos nós pela estrada fora.

Quando nós chegamos à adega, tivemos de esperar um bocadinho cá fora. Depois de esperarmos, nós fomos ver as uvas, que já tinham chegado no trator.

Primeiro os funcionários da adega tiraram uma amostra das uvas para ver quanto tinham de açúcar.

As uvas roxas tiveram 10,8 por cento de açúcar e as uvas brancas tiveram 11,6.

Uma das máquinas que eu conheço é a prensa tradicional.

 

Na adega existiam várias prensas destas desativadas. Estas máquinas funcionam assim: primeiro põe-se a uvas já raladas dentro da prensa, aperta-se e depois o vinho sai por uns intervalos que a prensa tem. A prensa tem um canal por baixo, por onde o vinho escorre. Esse canal termina num buraco redondo e grande e o vinho sai por ele. Por baixo desse buraco pomos um recipiente.

Também vi uma máquina basculante onde se punham as uvas que estavam nos tratores e depois a máquina virava e as uvas caíam noutra máquina que as ralava.

 

Outra das máquinas que eu vi era uma máquina que tirava a casca as uvas e transformava as uvas em sumo. Era uma prensa industrial.

Por fim, eu vi um recipiente grande onde o vinho passava e era ali arejado.

As uvas que tinham mais açúcar vendem-se mais caro e são mais baratas as que têm menos açúcar.

E foi assim a visita à adega.

João Henrique (4.º ano)

 

 

publicado por eb1gamil às 13:50
link do post | comentar | favorito

VISITA DE ESTUDO À ADEGA

VISITA DE ESTUDO À ADEGA COOPERATIVA DE BARCELOS

Nós no dia 8 de Outubro (Terça-feira), fomos visitar a Adega Cooperativa de Barcelos. Nesse dia na escola, na parte da manhã, fizemos o sumário como sempre e conversamos sobre o percurso do vinho, sobre os melhores terrenos para cultivar vinho em Portugal e descobrimos que a nossa zona é a zona do vinho verde. Vimos que o vinho verde é o segundo maior exportador de Portugal e que o vinho do porto e é o maior, etc.

Também falámos das máquinas que participam no percurso de produção do vinho. Depois resolvemos um problema.

Ao meio-dia tocou para o intervalo e saímos todos para almoçar. Quando chegámos, partimos para a visita de estudo á Adega Cooperativa de Barcelos. Lá vimos parte do percurso do vinho que passou pela vindima, ralagem,

fermentação e prensagem.

O vinho da adega é exportado para vários países do mundo.

E foi assim a nossa visita de estudo.  

Carlos Daniel (4.º ano)

publicado por eb1gamil às 13:48
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim

pesquisar

 

Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
25
26
28
29
30

últ. comentários

  • Gostei muito que o S.Fernando tivesse vindo á noss...
  • Gostei muito de ter participado na festa de natal
  • A festa de Natal foi um máximo.Havia muitas engraç...
  • Outro poema maravilhoso!Agora foi sobre um rei.Mar...
  • Que fixe!Um poema giro,engraçado e claro sobre os ...
  • Parece que, tal como eu, todos os meninos gostaram...
  • Pois foi um dia muito bom, onde todos "brilharam" ...
  • Olá, gostei muito desta actividade. É pena já ter ...
  • Olá meninos!Quero dizer-vos que adorei realizar es...
  • Estou ansioso pela visita de estudo :) acho que vo...

mais comentados

subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro